Agende sua avaliação agora mesmo! (13) 3385-1411

Flacidez

 

Com o passar do tempo a pele passa a produzir menor quantidade de fibras, a musculatura também perde o tônus.

As fibras colágenas e elásticas têm sua produção diminuída e começa a ocorrer um processo de desestruturação das mesmas. Ocorrendo atrofia do tecido, seja muscular ou cutâneo.

Não há uma idade específica para a mulher ser atingida pela flacidez. Quando há muita predisposição genética, ela pode ser precoce, mas fica bem visível a partir dos 45 anos.

A flacidez corporal pode ser dividida em 2 tipos:

– muscular: que é mais profunda;

– dérmica: que é mais superficial.

Podem ocorrer isoladamente ou associadas.

Causas

  • envelhecimento, onde ocorre a diminuição da síntese protéica, o que produz alterações na pele e nos músculos;
  • sedentarismo;
  • emagrecimento;
  • hormonal, como diabetes a qual aumenta a utilização do metabolismo de gordura e proteínas;
  • hipertireoidismo a qual leva degeneração de fibras musculares esqueléticas.

Como prevenir

  • atividades físicas ajudam a garantir tônus muscular e evitam o efeito sanfona;
  • alimentação saudável contribui para evitar a flacidez na medida em que você evita excessos e acaba com o efeito sanfona;
  • use o filtro solar: o sol destrói as fibras elásticas da pele e deixa a flacidez mais à vontade para se instalar no seu corpo.
Esses cuidados ajudam a prevenir a flacidez, mas depois de instalada no corpo exige tratamentos e paciência.

Tratamentos

Para flacidez: Intradermoterapia

Para flacidez muscular: Corrente Russa

Para flacidez da derme: Radiofrequencia

Ambas podem ser associadas a drenagem linfática para melhorar o aspecto da pele.