Agende sua avaliação agora mesmo! (13) 3385-1411

Estrias

 

São alterações inestéticas da superfície cutânea, caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). As fibras rompidas são inundadas pelo sangue, formando uma lesão que se reflete na pele como minicicatrizes avermelhadas que com o passar do tempo vão adquirindo uma coloração esbranquiçada.

Causas

  • Produção hormonal: o aumento na produção do hormônio estrógeno na puberdade e na gravidez, sendo que na gravidez este fenômeno é agravado pelo estiramento da pele;
  • Uso de medicamentos: o uso de medicamentos que alteram a hidratação normal da pele, como no caso dos corticóides de via oral ou aplicação tópica prolongada;
  • Crescimento acelerado: o estiramento da pele também pode ocorrer devido ao crescimento acelerado entre os 12 e 16 anos;
  • Efeito sanfona: emagrecer e engordar repetidas vezes causa um estiramento excessivo da pele e muitas vezes a pele não resiste ocasionando o surgimento das estrias;
  • Predisposição genética: caso sua avó ou sua mãe tiveram estrias, você tem uma grande probabilidade de tê-las, pois certamente é uma característica genética a nível do tecido;
  • Esforço excessivo para ganhar massa muscular: não é raro observar praticantes de atividade física com diversas estrias espalhadas pelo corpo. Muitas vezes a alimentação inadequada, associada a uma atividade física intensa para ganho de massa muscular podem levar ao surgimento de estrias na pele.

Como prevenir

  • – hidratar a pele diariamente, utilizando bons cremes com bases hidratantes, ricos em colágeno, elastina, óleos vegetais e outros agentes hidratadores;
  • – melhorar os hábitos alimentares, garantindo ao nosso organismo a capacidade de renovação celular e conseqüentemente favorece ao surgimento de um tecido mais firme e de maior qualidade que suporte às oscilações de peso, alterações hormonais dificultando desta forma o surgimento de estrias;
  • – a alimentação dever ser composta minimamente de colágeno e vitamina C.
    O colágeno garante a nossa pele a elasticidade natural o que não permite o estiramento da mesma e conseqüentemente não permite a formação das estrias, devendo ser consumido diariamente. Também deve ser consumido mediante o tratamento de estrias (peelings), de modo que a renovação das fibras colágenas da pele sejam mais rapidamente reestruturadas. A vitamina C é indispensável para a síntese de fibras colágenas da pele, garantindo a pele o viço necessário para prevenção das estrias.

Tratamento

Laser Co2 Fracionado

Intradermoterapia